Nós e os outros

Cada vez mais, somos nós e os outros. O que nos faz sentir em sociedade é a partilha, a necessidade de estarmos em comunhão e em comunicação com os demais, sabermos coexistir com as nossas realidades, com as nossas culturas, em quadros civilizacionais diferentes.

Ler mais

Pensar. Sentir. Viver

No turbilhão de emoções em que vivemos, estas palavras estão carregadas de sentido e levam-nos para um universo mental fascinante mas simultaneamente inacessível à maioria dos seres humanos.

Ler mais

Sobreviver a uma separação

Muitas são as razões para uma separação, que traz quase sempre uma sensação de um projecto a dois falhado e comporta muita dor associada. Mas a forma como se encara esta fase pode fazer toda a diferença e ser o começo de uma nova vida.

Ler mais

A Idade

A idade tornou-se um termo de referência. Se olharmos para uma fita métrica com 80 centímetros – que representa a esperança média de vida – e fixarmos o número correspondente à idade, o espaço até ao fim da fita dá-nos a perspectiva do tempo que temos pela frente.

Ler mais

Os meus gostos – Cinema

Um dos meus filmes preferidos é o “Antes do Amanhecer”. É de 1995, realizado por Richard Linklater e com Ethan Hawke e Julie Delpy nos principais papéis.
É uma história de magnetismo e atração que mostra que o amor é feito de casos e acidentes.

Ler mais

Gostar de Nós – 2

A predisposição para uma abordagem negativa perante cada situação que vivemos conduz-nos ao pessimismo, quando é possível tentarmos desenvolver uma perspectiva positiva, mesmo para situações menos agradáveis.

Ler mais

Bourdain

Não vou falar de Anthony Bourdain como gastrónomo, nem como apresentador de programas de televisão. O que me inquieta é a razão ou as razões que levam tantos chefes Michelin a acabarem com a vida.

Ler mais

O fracasso potencia a solidão

Falar hoje em dia em ansiedade, exigência e pressão profissional implica reflectir sobre o conceito de auto-estima. E a pergunta é: como nos vemos a nós próprios?

Nas nossas sociedades, para um indivíduo obter auto-estima é necessário que se sinta especial e acima da média, ou seja, num patamar superior ao da normalidade.

Ler mais

Antecipar é viver antes da vida?

Vivemos e sofremos por antecipação, vamos colecionando fotografias do futuro. Mas, quando o vivemos, este sabe-nos a pouco, tem menos intensidade do que quando o imaginámos. É, não raras vezes, déjà vécu. Fazemos listas de tarefas, da semana, cronogramas dos meses, antecipamos um ano inteiro numa ânsia de conseguirmos encaixar todas as possibilidades num calendário. Sonhamos com as férias, o novo emprego, a casa que vamos comprar, o carro. Estamos, quase permanentemente, com um passo à frente. Mais do que desejar, vivemos o que ainda não aconteceu e, assim, nunca vivemos mesmo.

Ler mais

O impacto da rejeição

A rejeição, em qualquer situação, é eminentemente social e frequentemente afetiva.

A rejeição diz-nos de alguma forma, que não somos válidos e/ou não somos aceites e/ou não desejados e/ou não amados.

Ler mais