A «tribo»

Este é o nome que é dado aos jornalistas estrangeiros que se encontram sempre em grandes acontecimentos internacionais. Não há rivalidade. Partilham-se informações, comida (bolachas), sorrisos. São quase sempre os mesmos: os mais experientes, os mais resistentes, os mais desenrascados. Não há horas para dormir.

Ler mais

A vida que eu escolhi

São já 38 anos de jornalismo. Uma carreira muito diversificada. Gosto de tudo no jornalismo, mas embora muitas pessoas tenham de mim a imagem da entrevistadora, a minha paixão é mesmo a reportagem. O meu coração palpita quando sou enviada especial e quanto mais difíceis são as condições no terreno, mais eu me supero.

Ler mais