Da ciência ao Amor

ciência e amor

Num ensaio notável, Luís Portela escreve:

Existe algum desequilíbrio na postura de um considerável número de seres humanos, muito focados no mundo físico, no ter e no parecer; dando uma importância menor aos valores universais, ao ser, à vida espiritual. Por isso, muitas pessoas defendem actualmente a necessidade de a Humanidade rever os interesses por que se move, criando condições para se focar mais nos referidos valores universais e para viver em sintonia com eles.

Ler mais