Antecipar é viver antes da vida?

Vivemos e sofremos por antecipação, vamos colecionando fotografias do futuro. Mas, quando o vivemos, este sabe-nos a pouco, tem menos intensidade do que quando o imaginámos. É, não raras vezes, déjà vécu. Fazemos listas de tarefas, da semana, cronogramas dos meses, antecipamos um ano inteiro numa ânsia de conseguirmos encaixar todas as possibilidades num calendário. Sonhamos com as férias, o novo emprego, a casa que vamos comprar, o carro. Estamos, quase permanentemente, com um passo à frente. Mais do que desejar, vivemos o que ainda não aconteceu e, assim, nunca vivemos mesmo.

Ler mais