Os caminhos do coração

sofrer do coração

É fácil exprimirmos o que sentimos sobre o amor. Mais difícil é realizarmos o amor nas nossas vidas. O caminho está cheio de espinhos e, se há algo desafiante, é o relacionamento humano, nesta dimensão mais profunda. Sei que os caminhos do coração são exigentes e, por vezes, provocam-nos sofrimento.

Ler mais

Existir para Amar

camilo castelo branco

Homens e mulheres foram feitos para se amarem não de uma forma trágica, como em muitos livros do Camilo ou do Eça, mas para desfrutarem esse sentimento com paixão, cumplicidade, partilha, respeito e prazer.

Concordam?

Ler mais

Não me olhes com esse tom de voz

novo livro judite sousa

O livro com este título é sobre o Amor. Como construir uma relação feliz? O que é um olhar íntimo? Como utilizarmos a voz? Qual é o jogo da sedução? E como encarar a traição? São algumas das 145 perguntas que eu fiz à médica Maria do Céu Santo.

Está nas livrarias a partir de hoje.

Ler mais

Querer amar

amor

Há pessoas que fogem do amor. Algumas viveram experiências sofridas e têm medo de voltar a arriscar. Outras estão simplesmente com o coração fechado. Mas a vida corre muito depressa e o amor, por vezes, não pode esperar.

O que pensam sobre este tema?

Ler mais

Atos de Paixão

paixão judite sousa

Todos nós sabemos o que é a paixão. Um estado de entrega absoluta que nos retira a razão e nos faz viver exclusivamente para aquela pessoa, dedicando-lhe todos os segundos da nossa vida. A paixão conduz-nos para o labirinto do amor onde nada mais acontece à nossa volta.

Ler mais

Amor sem idade

amor não tem idade

Creio que já tinha feito em crónicas anteriores referência à questão da idade nas relações. Há para melhor uma evolução das mentalidades. A diferença de idades não é nem deve ser uma barreira.

Ler mais

Amo-te

Em conversa com algumas amigas, falávamos da dificuldade que homens e mulheres experimentam em assumir palavras de amor numa relação  a dois. É como se algumas palavras fossem proibitivas. E não entendemos porquê. Melhor, a conclusão a que chegámos é que nos tempos que correm, as pessoas evitam compromissos. Procura-se o instante. Vive-se o presente mas não se quer pensar no futuro. Talvez por isso, seja utilizado na linguagem dos afectos o adoro-te, mas conjugar o verbo amar é já muito difícil de ouvir e de arriscar.

Ler mais

Sobreviver a uma separação

Muitas são as razões para uma separação, que traz quase sempre uma sensação de um projecto a dois falhado e comporta muita dor associada. Mas a forma como se encara esta fase pode fazer toda a diferença e ser o começo de uma nova vida.

Ler mais