Dois anos de Marcelo

Fiz parte do milhão e 600 mil espectadores que, em média, viam todos os domingos Marcelo no Jornal das 8 da TVI.

Fiz parte do milhão e 200 mil espectadores que, em média, viram a primeira entrevista do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, ao fim do primeiro ano de mandato.

Ler mais

A idade já não é o que era

Aquela frase feita de que a idade não perdoa é já passado. As marcas do tempo são hoje resolvidas facilmente, desde que exista bom senso ao contrariarmos a passagem dos anos. Quando conseguimos envelhecer bem, mantendo-nos confortáveis com a nossa imagem e assumindo sem complexos a idade, estaremos no caminho certo. O corpo é importante, mas a cabeça é muito mais: independência, maturidade, liberdade para poder agir, não estão ao alcance de todas as mulheres. Esse é um dos maiores problemas que se coloca à sociedade portuguesa, onde perduram  grandes diferenças de género.

Ler mais

A Finlândia – O país mais feliz do mundo

É muito curioso conhecer todos os anos o relatório das Nações Unidas sobre os índices de felicidade no mundo. Não é uma análise psicológica nem filosófica, mas caba por ser uma mistura de diversas variáveis reveladoras daquilo que realmente é importante para percebermos o que nos move e o que consideramos determinante para as nossas vidas.

Ler mais

Letizia e Meghan

O que há de comum entre Letizia Ortiz e Meghan Markle? O biógrafo de Diana acaba de publicar um livro que se chama “Meghan uma princesa de Hollywood”.
Define Meghan como um activo para a monarquia Britânica que trará “energia” e uma outra “perspectiva”.

Ler mais

A Poderosa Letizia

Conheci pessoalmente Letizia Ortiz há uns anos, ainda era Princesa das Astúrias. Foi numa recepção na embaixada de Espanha, em Lisboa. Eram cerca de trinta convidados, apenas duas jornalistas: eu e a Fátima Campos Ferreira.
Letizia mostrou-se confiante mas ao mesmo tempo “desconfiada”. Sabia que todas as atenções estavam voltadas para ela e que não podia cometer erros.

Ler mais

Pós-Verdade

Esta expressão foi eleita a palavra do ano em 2016 pelo dicionário Oxford. Está directamente ligada a circunstâncias nas quais factos objectivos têm menos influência na opinião pública do que “apelos à emoção e crenças pessoais”.

Vivemos numa onda de informações, que se sucedem ao ritmo de segundos. Com o Facebook, o Twitter, o Whatsapp, temos dificuldade em distinguir o que é verdadeiro e o que é falso. Daí ter emergido o conceito de “fake news”, ou noticias falsas.

Ler mais

O labirinto da paixão

Uma das muitas reportagens que um dia gostaria de fazer é sobre os labirintos da paixão.  Encontrar histórias de vidas que me permitissem ir ao encontro de afectos, de amores possíveis e impossíveis e de os contar em televisão.

Tenho algumas reflexões sobre o tema; um assunto difícil, ousado mas desafiante.

Muitas vezes apaixonamo-nos e não sabemos porquê.

Ler mais