“Sou um homem Morto”

jair bolsonaro novo livro judite sousa

Falhado o contacto com o Brian, o miúdo da Rocinha, a possibilidade foi a favela do Vidigal. O meu contacto fixou três condições, sendo que uma delas era não gravar imagens de pessoas armadas. Não cumpri esta condição, ao que ele me disse no final das gravações: “se a imagem for utilizada, sou um homem morto”. O que é que aconteceu?

Saiba tudo no meu novo livro. O lançamento é amanhã!

Ler mais

Recomeçar

frases sobre o ano novo
Agora que estamos num novo ano, devemos encarar a Vida como um novo ciclo. O que quer que somos e o que quer que façamos, deve-nos fazer olhar em frente e, se for caso disso, Recomeçar. Porque a vida é um novelo intrincado, mas ensina-nos a sentir cada instante como se fosse o último. Recomeçar é a palavra certa, como escreveu o grande Carlos Drummond de Andrade.

Ler mais

Os amigos Brasileiros

“Jamais entenderemos porque tudo aconteceu tão depressa e repentinamente, mas certos factos não ocorrem para serem questionados nem compreendidos. Ele viverá sempre nos nossos corações e continuaremos sentindo muita saudade.”

Ler mais

Não conheci o Brian

novo livro judite
O miúdo de 11 anos da favela da rocinha que foi “adoptado” pelos estudantes universitários portugueses na casa do Leblon, respondeu-me quando lhe enviei um email. Sabia quem era e de quem era mãe. Respondeu-me que me iria ajudar a fazer uma reportagem na rocinha. Foi o nosso primeiro e único contacto. Nunca mais me respondeu aos e-mails ou aos telefonemas. Espero que não lhe tenha acontecido o pior…

A história do Brian e dos estudantes portugueses no meu novo livro.

Ler mais

O Brian

favela brasil

Em 2007, o Brian tinha 11 anos, mas aparentava ter sete. Era franzino, desnutrido mas tinha grandes amigos. O Brian vivia na favela da Rocinha mas tinha sido “adoptado”, pelos estudantes portugueses que estudavam no Rio de Janeiro, no âmbito do intercâmbio com universidades portuguesas.

Ler mais

O Brasileiro Pepito

brasil bolsonaro

À porta do condomínio de Jair Bolsonaro estavam todos os dias os jornalistas e o Pepito. Levava o seu carro e vendia t-shirts com o nome do candidato e bonecos de borracha com os rostos dos principais actores políticos brasileiros. Pepito, um espectáculo!

Ler mais

Anderson Cooper

É uma das minhas referências. Excelente jornalista; extraordinário colega. Coincidí com ele no Paquistão, logo após os atentados do 11 de setembro. Os Americanos são os que melhor respondem nos cenários de grandes acontecimentos. São os primeiros a chegar.

Ler mais

A “turma” da Tijuca

bolsonaro

Devido ao atentado à faca, o candidato presidencial Jair Bolsonaro ficou em casa durante a campanha eleitoral. Todos os dias de manhã, os jornalistas concentravam-se à porta do condomínio dele na Barra da Tijuca. Os brasileiros passaram a chamar-nos a turma da Tijuca.
Leiam tudo no meu novo livro que sai dia 3 de Janeiro.

Ler mais

Energias positivas

energia positiva

Esta expressão tem muito a ver com o nosso contexto social. Quando estamos tristes por alguma razão, precisamos de sentir à nossa volta calor humano. Necessitamos de perceber que somos ouvidos nas nossas lamurias, nos nossos desabafos e que há alguém que não só está disponível para nos escutar, como tem palavras de estímulo que nos fazem ultrapassar maus momentos, se for caso disso. São energias positivas. É isso que procuramos.

Concordam?

Ler mais