Amo-te

Em conversa com algumas amigas, falávamos da dificuldade que homens e mulheres experimentam em assumir palavras de amor numa relação  a dois. É como se algumas palavras fossem proibitivas. E não entendemos porquê. Melhor, a conclusão a que chegámos é que nos tempos que correm, as pessoas evitam compromissos. Procura-se o instante. Vive-se o presente mas não se quer pensar no futuro. Talvez por isso, seja utilizado na linguagem dos afectos o adoro-te, mas conjugar o verbo amar é já muito difícil de ouvir e de arriscar.

Ler mais

Ilusões e Desilusões

O complexo mundo em que vivemos e que influência  muitos dos nossos comportamentos leva-me a pensar nas ilusões que criamos no confronto diário que mantemos com a realidade. Os desejos, as vontades, as expectativas, os planos que estabelecemos abrem a porta das ilusões. Quando se transformam em algo real, deixam de o ser para passarem para o domínio do concreto. Mas quando não atingem esse patamar, ou permanecem ilusões ou evoluem para as desilusões. E aí, o problema pode doer.

Ler mais

Os meus gostos – Cinema

Este filme trata da sedução e do mistério, colocando em risco a vida emocional das quatro personagens, quando o homem do primeiro par se apaixona pela mulher do segundo par. Até que ponto acreditamos no amor à primeira vista?

Ler mais

Os meus gostos – O batom

Por dever de ofício, tenho algumas dezenas de batons. Claro que não é só por uma questão profissional, mas porque mesmo que não se tenha mais nada na cara, o batom dá um toque de luminosidade ao rosto. O batom tem uma longa história que remonta aos tempos, pelo menos, de Cleópatra.

Ler mais

Não sei lidar com o fracasso

A auto-estima leva-nos a pensar na auto-crítica. Será que a nossa motivação fica enfraquecida?
Dizem os especialistas que quando nos criticamos, estamos a levar para o nosso organismo adrenalina e cortisol e que isso irá possibilitar-nos, de acordo com o nosso sistema de autodefesa, modos de responder activamente a essa crítica.

Ler mais

Einstein

Uma vez perguntaram a Albert Einstein por que é que a mente humana conseguiu desvendar o segredo da estrutura  do átomo, se somos incapazes de descobrir os meios políticos que nos permitam evitar que isso nos destrua. Ele respondeu: “É simples. Isso acontece porque a política é mais difícil do que a física”.

O que acha?

Ler mais

Judith

Os Estados Unidos não são apenas a superpotência. São os maiores em termos de cobertura mediática dos grandes acontecimentos mundiais. Tenho o privilégio de conhecer alguns dos craques. Voltei a cruzar-me com alguns conhecidos de outras “andanças” na Tailândia, em Chiang Rai.

Ler mais

Um Novelo

A vida é um novelo que alguém emaranhou. Há um sentido nela, se estiver desenrolará e posta ao comprido, ou enrolada bem. Mas, tal como está, é um problema sem novelo próprio, um embrulhar-se sem onde.

Fernando Pessoa

Ler mais

Os Jovens Líderes

Numa Europa desorientada, com a emergência de populismos, cada vez mais dividida e cada país a olhar para si, surgiram novas lideranças que têm em comum a juventude. São, por exemplo, os casos de Macron em França ou os chefes de governo da Bélgica, Estónia, Itália.

Ler mais

Um Homem Bom

É esta a percepção que tenho do selecionador nacional. Amável, algo tímido, consensual, respeitado. A seleção ganhou com ele uma nova dinâmica. O Europeu foi o que foi e o Mundial foi o que tinha de ser. Um senhor!

Ler mais