A Ingratidão

Todos nós temos as nossas virtudes e os nossos defeitos. Não há pessoas intocáveis e irrepreensíveis.

O que mais me perturba no comportamento humano é a ingratidão. As pessoas a quem cuidamos da saúde e nos dizem “ não lhe pedi nada”, como se os limites entre a vida e a morte fossem compatíveis com semelhantes palavras. Ou aquelas a quem proporcionamos momentos incríveis e não têm gestos de reconhecimento em tempo útil. Ou aqueles que recebem, recebem e não retribuem. Agradecendo. Ao longo da minha vida, tenho-me cruzado com estes perfis humanos.

Para eles, existirão as leis divinas, acreditando nós que Alguém existe.

 

Judite Sousa

Partilhar

Comentários

Artigos de interesse