A Bailarina de Auschwitz

dicas de livros

Este é o nome de um livro de leitura obrigatória.
Começa assim: “A memória é um solo sagrado. Mas também é assombrada. É o lugar para o qual a minha raiva, culpa e tristeza vão rodopiar como pássaros esfomeados a debicar os mesmos velhos ossos. É o lugar para onde vou, em busca da resposta à mesma pergunta impossível de responder: Porque é que sobrevivi? Demorei décadas a descobrir que podia encarar a minha vida com uma pergunta diferente. Em vez de ‘Porque é que sobrevivi?’ O que posso fazer com a vida que me foi dada?”

Vão gostar. É mesmo muito bom.

Judite Sousa

Partilhar

Comentários

Artigos de interesse