O Super-Juiz

sergio moro

Foi penoso assistir hoje a alguns comentários sobre a escolha do super-juiz Sérgio Moro para ministro da justiça do governo de Jair Bolsonaro.
Bolsonaro disse coisas inacreditáveis durante a campanha eleitoral. Mas comparar o “fascismo” do século XXI ao de 1930 do século XX é não saber nada da moderna ciência política. Bolsonaro fez duas principais promessas: combater a corrupção e o crime violento. Nas ruas do Rio de Janeiro, quando perguntava aos taxistas em quem iam votar, respondiam: Bolsonaro. E eu perguntava-lhes porquê. E eles diziam: porque não roubou.
O juiz Sérgio Moro é um dos homens mais respeitado no Brasil. Conduziu com independência e elevada preparação a operação Lava Jato. Lula da Silva foi condenado e preso, entre muitos outros actores políticos. É respeitadíssimo no Brasil e entre os seus pares. Que melhor perfil para combater a corrupção nas mais altas esferas do Estado e travar, pelo menos, o tráfico de cocaína e de crack nas favelas? Lá por transitar para a política, perdeu a sua credibilidade? Não. É só apanharem um avião, fazerem uma viagem de 9 horas e perguntarem aos Brasileiros das ruas o que eles pensam. E depois opinem.

Judite Sousa

Partilhar

Comentários

Artigos de interesse