Os 20 anos do Sexo e a Cidade

Há uns dez anos, eu e umas amigas fizemos uma viagem muito divertida a Nova Iorque. Foram apenas quatro dias, mas o tempo suficiente para fugirmos das nossas rotinas e tirarmos um tempo para nos mimarmos. Sentimo-nos uma espécie de protagonistas da série “Sexo e a Cidade”. Viajei com a Cristina Gomes, a Marina Ramos (actual directora de comunicação da RTP) e a Márcia Rodrigues (correspondente da RTP em Washington). Ainda hoje permanecemos boas amigas. A Cristina é o meu anjo da guarda. A Marina anda sempre num stress. A Márcia está quase de volta, depois de anos de um grande profissionalismo na capital do mundo.
Em Nova Iorque, perdemo-nos nas griffes. Deu para tudo, até para nos cruzarmos com a jornalista Anne Sinclair – ex de Dominique Strauss-Kahn – e acabarmos “expulsas” de uma peça de teatro para gays onde éramos as únicas mulheres. Demos tantas gargalhadas que acabamos por sair à força, perdidas de riso.
A série “Sexo e a Cidade” faz hoje vinte anos, com um argumento inspirador para as mulheres citadinas, independentes e cosmopolitas, desassombradas em matérias de amor. Vale a pena rever.

Judite Sousa

Partilhar

Comentários

Artigos de interesse