O Oriente

Fui para Macau trabalhar com 19 anos. Não havia televisão mas a RTP administrava a rádio Macau, em cantonense OU MUN TINTOI.
Nunca tinha entrado num avião. A viagem levou quase 24 horas. À chegada, a primeira impressão foi a humidade e o cheiro. Estava do outro lado do mundo. Foi uma experiência que me fez crescer como mulher e como jornalista. Aproveitei ao máximo. Viajei pela China Continental e depois de ter feito 21 anos em Pequim, meti-me numa outra aventura: duas semanas no Japão. Amo o Oriente. Em Hong-Kong fui operada no Queen Mary Hospital. O Oriente está-me no sangue.

Judite Sousa

Partilhar

Comentários

Artigos de interesse